Blog da Denti Bianchi

Fique por dentro das novidades

Dentes tortos

Os Dentes Tortos ou mal posicionados podem provocar dificuldade para mastigar e engolir os alimentos, alterar a fala e dicção, favorecer a respiração pela boca e, consequentemente, gerar falta de saliva, além de serem mais suscetíveis às cáries e comprometerem a auto-estima   (estética).

     No entanto, toda essa funcionalidade do órgão bucal pode ser comprometida se houver má posição dentária. 
Desalinhados, os dentes apinhados (tortos) não trituram totalmente os alimentos, o que dificulta engolir e digerir.

     Também, o alimento pouco comprimido não desliza com naturalidade pela boca massageando as gengivas, isso resulta em gengivas sangrentas e hipertrofiadas (de volume aumentado).

     Os dentes mal posicionados provocam vários males como, por exemplo, a alteração da fonética, já que a má posição dentária interfere na posição da língua. 

     Um outro mal gerado pelos dentes tortos é a respiração bucal. A má posição dentária favorece a respiração pela boca. No entanto, essa anomalia além de fugir do padrão trás outros problemas como gengiva, língua e bochechas irritadas devido à falta de saliva (boca seca) e mau hálito.

     Respirar pela boca causa muitos danos à saúde, ou seja, aumenta o índice de cárie, acarreta irritação na gengiva, trás, com o tempo, mudanças no posicionamento da língua deglutição atípica, entre outros. 

     Hoje, além dos males a saúde, a má posição dentária compromete a estética. E, em uma sociedade moderna onde a busca pela beleza perfeita é essencial, a auto-estima pode ser afetada pelos famosos dentes encavalados . Entretanto, é uma anomalia que pode ser corrigida.

     Existem diferentes técnicas que levam a resultados satisfatórios, que vão desde o tratamento ortodôntico (uso de aparelhos móveis ou fixos) até cirurgias de correção chamadas de ortognática, que reposiciona os maxilares. 

     A má oclusão dental é resultado de vários fatores, tais como herança genética onde a criança herda o tamanho dos dentes do pai (grandes) e o tamanho dos maxilares da mãe (pequeno), favorecendo a má oclusão pelo pouco espaço nos ossos para os dentes grandes. 

     A presença de hábitos bucais também são fatores determinantes, como, por exemplo, chupar o dedo, empurrar a língua entre os dentes, entre outros. 

     Existem inúmeras causas para os dentes tortos.

     Todavia, o importante é procurar um dentista para identificar a causa e proceder com o tratamento adequado.

Clique aqui e marque sua consulta. 

Gengivite, o que é?

 

Como saber se tenho gengivite?
A gengivite pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comum entre os adultos. Se for detectada no seu estágio inicial, a gengivite pode ser revertida – portanto, visite seu dentista se notar qualquer um dos seguintes sintomas:

  • Gengiva vermelha, intumescida ou inchada, ou flácida.
  • Gengiva que sangra durante a escovação ou o uso do fio dental.
  • Dentes que parecem mais longos devido à retração da gengiva.
  • Gengiva que se separa ou se afasta dos dentes, criando uma bolsa.
  • Mudanças na forma como seus dentes se encaixam quando você morde.
  • Secreção de pus ao redor dos dentes e na bolsa gengival.
  • Mau hálito constante ou gosto ruim na boca.

Gengivite é o primeiro estágio da inflamação gengival causada pela placa bacteriana. Se a escovação e o uso do fio dental diariamente não forem suficientes para remover esta placa, ela produzirá toxinas que podem irritar o tecido gengival, causando a gengivite. Você pode notar algum sangramento durante a escovação e o uso do fio dental. Neste primeiro estágio da doença, o dano pode ser revertido.

Como é tratada a gengivite?

  • Os primeiros estágios da gengivite, de modo geral, podem ser revertidos por meio da escovação e do uso de fio dental corretos. Uma boa saúde bucal ajudará a evitar que a placa se forme.
  • Uma limpeza profissional pelo seu dentista é a única forma de remover a placa que se formou e endureceu, formando o tártaro. Seu dentista fará a limpeza ou raspagem de seus dentes para remover o tártaro acima e abaixo da linha da gengiva. Se o seu problema for muito sério, pode-se realizar um procedimento para aplainar a raiz nas suas partes mais profundas. Este procedimento ajuda a suavizar as irregularidades nas raízes dos dentes, dificultando o endurecimento da placa bacteriana.
  • Com consultas regulares, o estágio inicial da doença pode ser tratado antes que se torne um problema muito mais sério. Se seu problema for mais grave, será necessário fazer um tratamento no consultório dentário.

Periodontite
Neste estágio, o osso e as fibras de sustentação que mantêm os dentes em posição são irreversivelmente danificados. Ao redor da sua gengiva pode começar a se formar uma bolsa que avança para baixo da gengiva e onde ficam armazenados os detritos e a placa bacteriana. O tratamento dentário adequado e a higiene bucal minuciosa em casa, em geral, podem ajudar a prevenir danos maiores.

Folheto: Gengivite

Técnicas de orientação de higiene

  • Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva.
  • Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar que os problemas ocorram e que menores se tornem sérios.
  • Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido.
  • Utilize produtos dentários que contenham flúor, incluindo o creme dental.

Fonte: colgateprofissional.com.br

Marque Sua Consulta pelo Whatsapp Agora! Clique aqui!

 

Como está a sua escova Dental?

A principal ferramenta para a sua saúde bucal, e pode-se dizer a mais importante delas, é a escova de dente. Você Sabe como está a Sua?

A saúde da sua boca depende de vários fatores, dentre eles uma boa higienização.

Não só saber o melhor modo de se escovar, como também como cuidar de sua escova, vão influenciar diretamente nisso.
As escovas podem ser meios de cultura para germes, fungos e bactérias, que depois de um tempo
podem se multiplicar em níveis significantes.
“Trocar a escova de 3 em 3 meses”. Esse é o tipo de recomendação que você sempre ouviu por ai.
Porém não é realmente o recomendado.

Há vários fatores que influenciam na necessidade dessa troca.

Alguns profissionais apontam como sendo o indicado a troca de sua escova a cada 45 dias.

Isso porque, na medida em que é usada, ela vai se desgastando, acumulando bactérias e
perdendo a sua função (tudo depende do modo como você a usa e a guarda é claro).

Para uma boa higienização o ideal é colocá-la sob água corrente após a utilização e deixá-la em pé
para que possa secar completamente entre um uso e outro. Se ficar no banheiro guardada com
outras, use uma capinha de proteção para evitar eventuais contaminações.

E para evitar também machucar sua gengiva é preferencial a utilização de uma escova de cerdas
macias.

Cuide bem da sua escova, pois ela influencia totalmente na qualidade de sua higiene bucal e consequentemente na sua saúde!!

Venha conhecer a Denti Bianchi aprender mais sobre os seus dentes, sua escovação e ficar com um sorriso incrível!

Se preferir, nos mande uma mensagem!

 

Alimentação e a saúde dos Dentes!

Alimentos saudáveis podem te ajudar com um sorriso muito melhor!

Você já ouviu falar que “a saúde começa pela boca”?

Uma alimentação saudável contribui para o bem estar geral, inclusive para saúde bucal, pois há vários nutrientes presentes em alimentos que são capazes de conservar e manter os dentes fortes e saudáveis.

Há alimentos considerados “detergentes” cuja função é eliminar resíduos de outros alimentos que ficaram aderidos a superfície dental. São eles: pera, maçã, cenoura, laranja, entre outros.

Mastigar esses tipos de alimentos estimula as gengivas e aumenta a quantidade de saliva, diminuindo o número de bactérias na boca.

Alguns desses alimentos, por ter uma consistência endurecida, possibilitam a remoção da placa bacteriana e de resíduos alimentares presentes na superfície dentária.

Essa limpeza acontece através do atrito que o alimento faz com os dentes enquanto é mastigado.

Alguns alimentos importantes para a saúde da sua boca:

1- Cereais integrais por melhorarem a microbiota e garantirem o equilíbrio entre as bactérias da boca.
2- Limão por melhorar o pH com o aumento da produção de saliva que tem ação bacteriostática e bactericida.

3 – Abacaxi por estimular a produção de saliva e conter enzimas digestivas que irão permitir uma melhor digestão.
4- Mamão possui papaína uma enzima digestiva que auxilia na quebra dos alimentos e permite um melhor aproveitamento de nutrientes.
5 – Infusão (chá) de camomila que auxilia na melhora da mucosa bucal prevenindo estomatites, aftas e outras afecções na boca.
6- Acerola e caju contêm quantidades significativas de vitamina C, importante para proteger a boca contra o surgimento de aftas.

7- Oleaginosas : castanhas, amêndoas, nozes, pistache, macadâmia e avelã, pois garantem saciedade e menor vontade de consumir doces.
8- Canela tem efeito termogênico, mas também diminui a ansiedade e compulsão por doces e carboidratos.
9- Água é nutriente básico para todas as reações do nosso organismo inclusive prevenção de mucosite e garantia de uma mucosa bucal saudável.
10- Xilitol é um edulcorante considerado seguro pelos ortodontistas e o único adoçante que não aumenta o risco de cárie, ao contrário, contribui para a sua prevenção, sendo uma excelente alternativa ao açúcar refinado.

Só não se esqueça é claro, de fazer uma boa higienização da sua boca após cada refeição.

Ah, e claro, visitar seu Dentista regularmente!!

Acesse nosso facebook! www.facebook.com/clinicadentibianchi

 

Você tem dúvida sobre Próteses Dentárias?

 

Próteses dentárias podem ter aspecto natural e com segurança!

Próteses dentárias são substitutos para os dentes ausentes que podem ou não ser retiradas da boca. Embora leve algum tempo para que a pessoa consiga se habituar a utilizá-las e embora nunca sejam exatamente iguais aos dentes naturais, atualmente elas oferecem uma aparência mais natural e maior conforto quando comparadas a aquelas de alguns anos atrás.

Existem dois tipos principais de próteses dentárias: totais (dentaduras) ou parciais. Seu dentista irá ajudá-lo a escolher o tipo de prótese mais apropriado, dependendo do número de dentes a serem substituídos e o custo do tratamento.

 

Como funcionam as próteses?

No caso de próteses dentárias totais, uma base acrílica da cor da mucosa bucal se apóia sobre sua gengiva. A base da prótese superior cobre todo o palato (céu da boca), enquanto que a prótese inferior é confeccionada na forma de uma ferradura, a fim de permitir espaço livre para acomodar sua língua.

 

As próteses dentárias são feitas sob medida em um protético, a partir de moldes tirados de sua boca. Seu dentista irá determinar qual dos três tipos de próteses descritas abaixo é o melhor para você.

  • Prótese Total Convencional (dentadura)
  • A prótese total convencional é colocada em sua boca depois que os dentes remanescentes foram extraídos e os tecidos cicatrizarem. A cicatrização pode demorar vários meses durante os quais você poderá ficar sem dentes.
  • Prótese Total Imediata
  • A prótese total imediata é instalada imediatamente após a extração dos dentes remanescentes. (Seu dentista tira as medidas e faz as moldagens de seus ossos maxilares durante uma consulta). Embora as próteses imediatas ofereçam a vantagem de você não ficar sem os seus dentes, elas precisam ser reajustadas nos meses subseqüentes após a sua instalação. A razão para isto é que o osso no qual os dentes estavam inseridos sofre uma mudança após a cicatrização, fazendo com que a prótese fique sem estabilidade.
  • Prótese Parcial Removível
  • A prótese parcial removível consiste em uma estrutura metálica que se apóia nos dentes naturais. Algumas vezes, são colocadas coroas sobre alguns dos dentes naturais e que servem como apoios para a prótese. Próteses parciais removíveis oferecem uma alternativa móvel para as pontes.

Quanto tempo poderá levar para eu me acostumar com minha prótese?

Novas próteses dentárias podem parecer estranhas e desconfortáveis durante as primeiras semanas ou até meses. Alimentar-se e falar com a prótese pode exigir um pouco de prática. É comum ter-se a sensação dos dentes salientes ou soltos, enquanto os músculos de suas bochechas e língua se habituam a segurar a prótese no lugar. O fluxo excessivo de saliva, a sensação de que a língua não tem lugar certo para ficar e uma pequena irritação ou ulceração não são incomuns. No caso de irritação, consulte seu dentista.

Qual a durabilidade das próteses dentárias?

Durante um certo período de tempo, sua prótese precisará ser reajustada, refeita ou recolocada devido ao desgaste normal. Recolocar significa fazer uma nova base, mantendo os dentes existentes na prótese. Também, com o passar do tempo, sua boca muda naturalmente. Estas mudanças fazem com que sua prótese fique solta, dificultando a mastigação e irritando a gengiva. Você deve consultar seu dentista, no mínimo uma vez ao ano, para uma avaliação.

Estas são algumas dicas para cuidar de sua prótese:

  • Quando manusear sua prótese, coloque-a sobre uma toalha dobrada ou um recipiente com água. As próteses são delicadas, e podem se quebrar se sofrerem uma queda.
  • Não deixe sua prótese secar. Coloque-a em uma solução de limpeza própria para próteses ou em água pura quando não a estiver usando. Nunca use água quente, pois esta pode deformá-la.
  • Escove sua prótese diariamente para remover os resíduos de alimentos e a placa bacteriana, e evitar que fique manchada. Um limpador ultra-sônico pode ser utilizado para cuidar de sua prótese, mas ele não substitui uma escovação cuidadosa diária.
  • Escove suas gengivas, língua e palato todas as manhãs com uma escova de cerdas suaves antes de colocar a prótese. Isto estimula a circulação em seus tecidos e ajuda a remover a placa.
  • Visite seu dentista se sua prótese quebrar, lascar, rachar ou ficar solta. Não fique tentado a ajustá-la sozinho – isto poderá danificá-la ainda mais.

fonte: Colgate Profissional

O que é Bruxismo?

O que é Bruxismo?

Você pode estar sofrendo de Bruxismo – um ranger ou um forte apertar dos dentes se você acorda e os músculos da sua mandíbula estão doloridos ou com dor de cabeça. O bruxismo pode fazer os dentes ficarem doloridos ou soltos, e, às vezes, partes dos dentes são literalmente desgastados. Eventualmente, o bruxismo pode acarretar a destruição do osso circunvizinho e do tecido da gengiva. O Bruxismo também pode levar a problemas que envolvam a articulação da mandíbula, como síndrome da articulação têmporo-mandibular (ATM).

Como saber se tenho bruxismo?

Para muitas pessoas, o bruxismo é um hábito inconsciente. Estas pessoas podem nem mesmo perceber que estão fazendo isto, até que alguém comente que elas fazem um horrível som de ranger de dentes enquanto estão dormindo. Para outras pessoas, é quando fazem um exame dental rotineiro e descobrem que seus dentes estão desgastados ou o esmalte de seu dente está rachado.

Outros potenciais sinais de bruxismo incluem dor na face, na cabeça e no pescoço. Seu dentista é capaz de fazer um diagnóstico preciso e determinar se a origem da dor facial é causada por bruxismo.

Como o bruxismo é tratado?

O tratamento apropriado dependerá do que está lhe causando o problema. Fazendo perguntas apropriadas e examinando detalhadamente seus dentes, seu dentista pode lhe ajudar a determinar se a fonte potencial de seu bruxismo. Com base no grau dos danos causados a seus dentes e a causa provável, seu dentista poderá sugerir:

  • O uso de um dispositivo quando dormir. Feito sob medida pelo seu dentista e ajustado aos seus dentes, o dispositivo encaixa-se sobre os dentes superiores e os protege de se triturarem com os dentes inferiores. Apesar de o dispositivo ser uma boa maneira para lidar com bruxismo, ele não é uma cura.
  • Encontrando meios de relaxamento. A tensão cotidiana parece ser uma das causas principais do bruxismo, e não importa o que seja que reduza a tensão, pode contribuir – ouvir música, ler um livro, fazer um passeio ou tomar um banho. Procurar alguma terapia auxiliará no aprendizado de meios eficazes de controlar situações estressantes. Adicionalmente, se aplicar uma toalhinha morna e molhada no lado de sua face isto poderá ajudar a relaxar os músculos doloridos devido à pressão exercida.
  • Reduzindo a “exposição” de um ou mais dentes para igualar sua mordida. Uma mordida anormal, no qual os dentes não se ajustam bem, também pode ser corrigido com restaurações, coroas ou ortodontia.

Paras maiores informações, fale conosco! Clique aqui

fonte: www.colgateprofissional.com.br

Como o adolescente pode manter um sorriso brilhante?

A melhor maneira de se ter dentes saudáveis e um sorriso bonito na adolescência é continuar com os bons hábitos de higiene bucal adquiridos na infância.

Independentemente do uso de aparelhos ortodônticos, seguem dicas de como o adolescente pode manter um sorriso brilhante:
1) Escovar os dentes no mínimo três vezes ao dia usando um creme dental com flúor, para remover a placa bacteriana, que é a principal causa da gengivite e das cáries.
2) Usar fio dental diariamente para remover a placa bacteriana instalada entre os dentes e sob a linha da gengiva. Se a placa não for retirada diariamente, pode endurecer e formar o tártaro, uma substância amarelada e de aparência desagradável.
3) Limitar a ingestão de açúcar e alimentos que contém amido, principalmente os pegajosos (que grudam na superfície dos dentes).
4) Consultar o dentista periodicamente para um exame profissional detalhado e uma limpeza ou profilaxia.

Uma boca asseada e bem cuidada não somente prolonga a vida dos dentes como também faz o indivíduo se sentir bem, com hálito fresco e um sorriso mais bonito.

Sobre que assuntos especiais, relacionados com os dentes, o adolescente deveria estar informado?
Problemas dentários podem acontecer na adolescência e, infelizmente, eles realmente acontecem. Com mais informações sobre temas que afetam a saúde bucal, as escolhas se tornam mais fáceis.

Ortodontia – Muitos adolescentes e pré-adolescentes precisam usar aparelhos para corrigir os dentes mal posicionados ou muito juntos, e o mau alinhamento das arcadas. É mais difícil cuidar de dentes que não se ajustam bem. Esses dentes correm o risco de precisarem ser extraídos e causam um esforço extra nos músculos da mastigação. A avaliação de um ortodontista poderá determinar se você precisa usar aparelho e qual o tratamento correto. O uso de aparelho exige uma escovação ainda mais rigorosa.
Protetores bucais – Se você pratica esportes, estes protetores são indispensáveis para proteger seu sorriso. Os protetores bucais geralmente cobrem os dentes superiores e são feitos para evitar que eles sejam traumatizados, que os lábios sofram cortes ou que outros possíveis danos ocorram na sua boca. Se você usar aparelho ortodôntico ou prótese na arcada inferior, seu dentista poderá sugerir que você também use um protetor para os dentes inferiores.
Nutrição – A alimentação tem um papel fundamental na sua saúde bucal. Os açúcares e amidos em muitos alimentos e bebidas contribuem para a formação da placa bacteriana, que destrói o esmalte do dente. Reduza a ingestão de lanches e refrigerantes. Cada vez que você consome alimentos e bebidas que contém açúcar ou amidos, os ácidos atacam seus dentes durante 20 minutos ou mais. A adoção de uma dieta equilibrada, baseada nos cinco grupos de alimentos, pode fazer uma grande diferença para a saúde de sua boca. Como lanche, escolha alimentos nutritivos, como, por exemplo, queijo, verduras cruas, iogurte natural ou frutas.
Fumo – Se você não fuma ou nem mastiga tabaco, resista e não comece com esses hábitos. Eles podem manchar seus dentes e gengivas, tornar mais forte a mancha do tártaro que se acumula nos dentes e produzir mau-hálito, além de outros problemas de saúde. Com o passar do tempo, o fumo e o hábito de mastigar tabaco aumentam o risco de gengivite e câncer da boca. Se você faz uso do tabaco, informe seu dentista e seu médico e avise-o se houver qualquer problema bucal.
“Piercing” na boca – Apesar da sua popularidade, este tipo de “piercing” pode causar complicações tais como infecções, sangramento incontrolável ou danos a um nervo. Você também corre o risco de engasgar com os pinos e argolas. As jóias de metal podem danificar seus dentes e sua gengiva. Se estiver pensando em fazer “piercing” oral, fale com seu dentista. Ele poderá ajudá-lo a fazer uma escolha mais segura.
Distúrbios alimentares – A bulemia (comer demais e vomitar) e a anorexia (medo excessivo de ganhar peso que, muitas vezes, resulta em vômitos) são problemas graves de saúde que afetam diretamente a aparência dos dentes, corroendo o esmalte. O dentista pode corrigir o esmalte deteriorado, mas não pode tratar o distúrbio alimentar, que pode levar ate à morte e deve ser tratado com um psicólogo. Se você tem – ou acha que tem – um distúrbio deste gênero, fale com seu médico.

O que fazer para deixar meus dentes mais brancos?
Uma boa limpeza ou profilaxia, feita por seu dentista, remove a maior parte das manchas externas causadas pelos alimentos e pelo tabaco. O uso de um creme dental branqueador especial também pode ajudar a remover estas manchas até o momento da sua próxima consulta. Se seus dentes estiverem manchados há muito tempo, é possível que você tenha que fazer um tratamento profissional para branqueá-los.
As manchas internas podem ser branqueadas ou recobertas (coroa). Todos estes métodos são seguros e trazem bons resultados.

 

Emergências Dentárias, o que fazer?

Dor de Dente
Faça bochechos vigorosos com água morna.
Use fio dental para remover quaisquer alimentos presos entre os dentes. Se houver inchaço, coloque uma compressa fria no lado de fora da bochecha. Não utilize nada quente ou coloque medicamentos no dente ou gengiva dolorida.
Vá ao dentista o mais rápido possível.

 

Objetos presos entre os dentes
Tente remover o objeto com fio dental. Guie o fio dental cuidadosamente para evitar machucar a gengiva.
Se você não puder remover o objeto, procure um dentista.
Não tente retirar o objeto com um instrumento afiado ou pontiagudo.

 

Perda de dentes devido a traumas
Dentes de Leite: Leve a criança e o dente imediatamente a um dentista.
Coloque o dente em um recipiente com leite, água salgada ou com saliva da criança.
Se estes não estiverem disponíveis, use água.
Se você não puder ir a um dentista imediatamente,
Enxague levemente o dente em água morna. Não toque na raiz.
Para dente de leite: Não tente colocar um dente de leite de volta na cavidade. Coloque em leite frio ou em água e leve-o com você quando for ao dentista.
Para dente permanente: Com cuidado, insira o dente novamente de volta em seu lugar.
Vá ao seu dentista, se possível, nos próximos 30 minutos.

Quebra de dentes
Suavemente retire a sujeira ou os fragmentos de dentes da área ferida e limpe com água morna.
Coloque compressa fria na face, no local do dente ferido, para minimizar o inchaço.
Procure imediatamente um dentista.
Aplique pressão diretamente na área da hemorragia utilizando um pano limpo.

Mordida na língua ou na bochecha
Aplique pressão diretamente na área da hemorragia utilizando um pano limpo.
Se houver inchaço, aplique compressas frias.
Se o sangramento continuar, procure um pronto socorro.

lentes de contato dentais- você precisa saber

Duvidas sobre LENTES DE CONTATO DENTAIS? Leia o texto e fique por dentro da última novidade da ODONTOLOGIA ESTÉTICA !!

– O que são lentes de contato dentais?

São capas super finas de porcelana que são aplicadas sobre o esmalte do dente para corrigir pequenas imperfeições,mal posicionamento, manchas leves, pequenos fechamentos de espaços, lascas e fratura dos dentes.

– Precisa de anestesia?
Como a lentes de contato dentais tem espessura de 0,2 a 0,4 mm sua vantagem é que para fazer sua aplicação é necessário um desgaste mínimo da estrutura dental, não necessitando de anestesia. Pois não há risco de atingir a dentina, camada onde são encontradas terminações nervosas que podem causar dor ou sensibilidade.

– Qual sua contraindicação?
É contraindicado para quem range os dentes,para quem tem o hábito de roer as unhas ou de morder objetos como pontas de caneta.

– Quanto tempo dura?
Em média 15 anos, deve-se voltar ao especialista a cada 6 meses para a manutenção das lentes de contato dentais e depois aumentar esse
intervalo para um ano.

– Elas podem escurecer?
Não é necessário evitar o consumo de determinados alimentos ou bebidas porque as lentes de contato de porcelana são resistentes a manchas. A porcelana tem propriedades muito parecidas com as do esmalte do dente, e pode ser até mais resistente que o próprio esmalte dental.

Para maiores informações e uma avaliação específica para sua necessidade agende uma consulta.
Caso Clínico realizado com sucesso na Clinica Denti Bianchi, aqui no Pilarzinho, em Curitiba. Foram aplicadas LENTES DE CONTATO DENTAIS de canino a canino superiores (6 dentes).

lente de contato depois

Dente do siso, por que extraí-lo??

Os terceiros molares conhecidos como “dentes do siso”, normalmente erupcionam entre os 17 e 25 anos de idade, ou seja, são os últimos a aparecerem na boca.
Um terceiro molar erupcionado parcialmente pode provocar gengivites (inflamação da gengiva), abscessos, irritação local, dor, edema e até mesmo o aparecimento da cárie dental (figura), já que a higienização se torna difícil na região.

 
Quando o terceiro molar fica totalmente incluso (dentro do osso), pode produzir reabsorção do dente vizinho, transtornos dolorosos e até degenerações (lesões císticas).
A inflamação normalmente ocorre quando o dente do siso está para nascer. Ela é chamada de pericoronarite e isso ocorre pois não há como realizar uma higienização de qualidade no local. Assim, ocorre a formação de uma camada de resíduos alimentares que inflamam e causam uma dor enorme.A periconarite é a inflamação da gengiva que recobre o terceiro molar, ela causa dor no local ou na região de mandíbula e pescoço, além de dificuldade de abrir a boca, mastigar e engolir.
 
Algumas vezes causa até dor na ATM (articulação temporomandibular). O tratamento da pericoronarite consiste na higiene adequada do local, bochecho com anti-sépticos bucais, aplicação de água oxigenada na região (tratado pelo cirurgião-dentista) e, para a dor, analgésicos e anti inflamatórios. Se houver infecção instalada, há ainda a necessidade de antibióticos.

Segue abaixo alguns motivos para cirurgia no siso, ou extração do siso:

  • Falta de espaço na arcada dentária;
  • Obstáculo oferecido por dente vizinho;
  • Permanência exagerada de dentes decíduos na arcada;
  • Perda prematura dos dentes decíduos alterando a posição dos permanentes, chamado popularmente de “dor de dente no siso”.
  • Para que a cirurgia tenha um pós-operatório tranquilo e sem grandes desconfortos para o paciente, existem medicamentos adequados que são prescritas pelo Cirurgião Dentista.

 

CUIDADOS PÓS OPERATÓRIO

  • Não fazer bochechos nas primeiras 24horas. ( É quase 100% certo que o paciente vai chegar a casa e vai bochechar bem a boca para sair o sangue todo e “limpar” a zona. Nada mais errado, só está a retirar o coágulo e a fazer com que a hemorragia não páre ou demore mais a coagular aquela zona)
  • Não fumar. Não só pelo fato do tabaco atrasar a cicatrização.
  • Utilizar o gelo durante as primeiras 24h…15min de gelo com 10min de intervalo no minimo.
  • Não se deitar após a cirurgia nem fazer esforços fisicos ou abaixar muito a cabeça para ajudar na coagulação.
  • No dia da cirurgia e no seguinte, dormir com uma almofada alta, mantendo a cabeça acima do nivel do corpo.
  • Comer alimentos liquidos frios ou gelados nas primeiras horas, se possivel um dia inteiro. ( Ajuda a reduzir o inchaço e ajuda na cicatrização)
  • Nos dias seguintes se possivel comer alimentos liquidos ou semi-liquidos.
  • Tomar os medicamentos prescritos pelo médico dentista.
  • Manter uma boa higiene oral da zona nos dias seguintes à extração.

Cuidados com a escova dental

Como posso cuidar da minha escova dental?
Para preservar a sua escova dental e a sua saúde, certifique-se de deixá-la secar completamente entre um uso e outro. As escovas podem ser meios de cultura para germes, fungos e bactérias, que depois de um tempo podem se multiplicar em níveis significantes. Depois de usar sua escova, agite-a vigorosamente sob água corrente e guarde-a em pé, de forma que possa secar.
Para evitar que os vírus da gripe e resfriado se propaguem de uma escova para outra, tente evitar que sua escova se encoste em outras quando guardada. Um porta-escovas tradicional com fendas para manter diversas escovas em pé é um investimento valioso para a saúde de sua família.

 
Com que freqüência devo trocar minha escova dental?
A maioria dos dentistas concorda que você deve trocar sua escova dental a cada três meses. Estudos mostram que após três meses de uso normal, as escovas são muito menos eficientes na remoção da placa dos dentes e gengivas em comparação com escovas novas. As cerdas se deformam e perdem a eficiência para limpar todos aqueles cantinhos capciosos ao redor dos dentes.
Também é importante trocar de escova após resfriado, gripe, infecção na boca ou dor de garganta. Isso porque os germes podem se alojar nas cerdas da escova e levar à reinfecção. Mesmo se você não esteve doente, fungos e bactérias podem se desenvolver nas cerdas da sua escova – outra razão para trocar sua escova regularmente.
 Como posso proteger minha escova durante viagens?
Uma caixa plástica para escova evitará que as cerdas fiquem espremidas ou achatadas no seu kit de viagem. Após a escovação, no entanto, você deve deixar a escova secar exposta ao ar, para ajudar a reduzir a proliferação de germes

Verdades e mitos sobre clareamento dental

Eficácia – Existem vários tipos de tratamento para clarear os dentes, porém, em alguns casos, as manchas podem ser removidas somente com profilaxia. De qualquer maneira, a alteração da cor do dente só se consegue com clareamento.Não existem tratamentos mais ou menos eficazes. Na verdade todos os tipos de clareamento seguem o mesmo princípio: a ação de um gel (peróxido de hidrogênio ou carbamida) em diferentes concentrações, que libera oxigênio, e este altera a cor do dente. Vale ressaltar que este gel deve ser usado com cuidado e com acompanhamento profissional.
Método – O gel não é abrasivo nem enfraquece os dentes. Quanto maior a sua concentração, mais rápido pode ser o clareamento. Concentrações acima de 20% só podem ser feitas em consultório. O gel nessas concentrações queima as mucosas e necessita cuidados especiais.
Não existe tratamento em sessão única. É só estratégia de marketing.
Resultado – O resultado é subjetivo. Cada paciente responde ao tratamento de forma diferente. Não é possível prever ou afirmar quantos tons o dente vai clarear. Depende da resposta biológica de cada um. O efeito do tratamento dura de 2 a 3 anos. Na literatura, 43% dos casos ficam estáveis por mais de 5 anos.
Alimentação – Recomenda-se evitar alimentos pigmentados durante o tratamento. No tratamento caseiro é melhor esperar pelo menos duas horas de intervalo para ingerir alimentos como café e refrigerante, por exemplo, para dar tempo de o dente hidratar.

RENOVE SEU SORRISO! CLAREIE SEUS DENTES!

Meus dentes podem ser clareados? A partir de qual idade?
Sim. Qualquer pessoa pode ter seus dentes clareados, desde que estejam íntegros e sem muitas restaurações. O dentista deverá realizar uma boa avaliação da condição dental do paciente. É aconselhável que o clareamento seja feito só a partir dos 16 anos de idade.
Como posso clarear meus dentes?
Os dentes podem ser clareados através do gel clareador de duas maneiras: 1- No consultório isola os dentes para proteger a gengiva e aplica o gel clareador de uso exclusivo em consultório. 2- Em casa (doméstico) o paciente, sob a orientação do dentista, aplica o gel em uma moldeira confeccionada pelo profissional, por um período aconselhado por ele.
Como funciona o clareamento dental?
As moléculas do gel clareador penetram na intimidade do esmalte e dentina que, por sua vez, “quebram” as moléculas dos pigmentos causadores de manchas, liberando-as.
O dente clareado fica enfraquecido?
Não. A estrutura dentária não é afetada.
Quais as contra-indicações do clareamento dental?
Por precaução, deve-se evitar o tratamento em gestantes e lactantes, pacientes que apresentam reação alérgica comprovada ao produto. Estes devem descontinuar sua utilização.